Das mãos de Jorge e Mateus, uma nova aposta: Pacheco

Na terça-feira passada, dia 21, estive em Goiânia pra acompanhar o DVD de uma nova figura: o nome dele é Pacheco, uma nova aposta que sai dos bastidores do mercado.

t2

Thallys Pacheco, que artisticamente usará apenas o sobrenome, é responsável pela autoria de cinco canções no “Como.Sempre.Feito.Nunca”, disco mais recente de JeM: “Sosseguei”, “Antônimos”, “Paredes”, “Depois do jantar” e “Cenário ideal”.

Compositor de mão muito cheia, Pacheco tem 25 anos a uma pasta valiosa de composições debaixo do braço. Seu primeiro registro, gravado de maneira discreta na semana passada, teve 24 canções: 23 compostas por ele.

Disco autorais tem sido cada vez mais raros, então trata-se de uma figura que vale muito a pena ficar de olho, pois já vai chegar ao mercado com conteúdo e suporte nos bastidores.

Aposta-se muito nele. Só por ter escrito “Antônimos”, a melhor música do último disco de Jorge e Mateus na minha opinião, já vale o voto de confiança.

O DVD contou com a participação da dupla.

th1

Via: universo sertanejo

Participe abaixo ;)